Hipertextus Revista DigitalHipertextus Revista Digital Hipertextus Revista DigitalNehte/UFPE Website UFPE
Indexadores Nacionais:
Indexadores Internacionais:
Visitantes online:
 
Editoriais - Volume 13

Caros leitores,

É com alegria que informamos que a Hipertextus chega ao seu décimo terceiro volume publicando sete trabalhos cuja qualidade faz jus ao perfil da revista e à experiência dos autores/pesquisadores que nos premiam com importantes reflexões teóricas que se situam no tripé liguagem-tecnologia-ensino.

Abrindo este volume, Angela Maria de Almeida Pereira e Thelma Panerai Alves, ambas da UFPE, analisam como professores de cursos de licenciatura, especificamente os da EaD/UAB, avaliam os Recursos Educacionais Abertos (REAs). A partir da análise de questionários, as autoras procuram observar se, do ponto de vista dos sujeitos participantes da pesquisa, esses recursos têm sido devidamente aproveitados no contexto de formação de professores.

A maneira como docentes universitários se relacionam com a EaD é também objeto de investigação de Flávio Fernando Batista Moutinho, da Universidade Federal Fluminense, no segundo artigo. Segundo o autor, embora muito se tenha avançado quando o assunto é EaD, algumas percepções negativas em relação a essa modalidade de ensino ainda se fazem presentes no meio universitário. Tais estigmas, para o pesquisador, precisam ser superados para a plena aceitação dessa modalidade de ensino.

A utilização das novas tecnologias em sala de aula é o tema dos artigos terceiro, quarto e quinto. No terceiro, Deise France M. Araújo Ferreira e Patrícia Smith Cavalcante, da UFPE, tratam das formas por meio das quais alunos de pedagogia fazem uso de smartphones em suas atividades acadêmicas. Como resultado do estudo, as autoras apresentam as principais ações realizadas pelos discentes por meio desse dispositivo. No quarto artigo, por seu turno, Roberta Pereira Peixoto e Domingos Sávio Pimentel Siqueira, ambos da UFBA, trazem à baila a necessidade de uma maior dinamização das aulas e da ampliação do acesso ao conhecimento através das novas tecnologias. Isso porque os autores defendem que os recursos tecnológicos, se bem utilizados pelos professores, podem favorecer profícuas estratégias para o ensino de língua.

Entendendo a necessidade de uma eficaz interação através das plataformas virtuais para o processo de ensino-aprendizagem a distância, Carmem Lúcia de Oliveira Marinho e Flávia Mendes de Andrade Peres, ambas da UFRPE, analisam, no quinto artigo, os entraves constantes da interação e do compartilhamento de informações nessa modalidade de ensino.

No âmbito do programa de extensão da UFPE Twittando e Retwittando Microcontos, Márcio Henrique Melo de Andrade, da UERJ, Márcia Gonçalves Nogueira, da UFPE, e Maria Auxiliadora Soares Padilha, também da UFPE, abordam, no sexto artigo, métodos que propiciam a escrita de narrativas digitais por alunos de escolas públicas situadas na periferia da cidade do Recife.

O sétimo texto deste volume é um ensaio em que Bruno Galasso, do Instituto Nacional de Educação de Surdos, aborda o ensino online colaborativo. Com base em um referencial teórico específico, o autor, ao tratar das especificidades do processo de ensino-aprendizagem na EaD, defende a ideia de que o êxito dessa modalidade de esnino está diretamente relacionado aos recursos que o ambiente virtual dos cursos disponibilizam, bem como à qualidade da interação entre os participantes.

Desejamos a todos uma excelente Hiperleitura.Acessar Volume 13

Siane Gois Cavalcanti Rodrigues — Letras/UFPE (Editora)
Antonio Carlos Xavier — Nehte/UFPE (Coeditor)